Normas ABNT – Regras para TCC e Monografias (ATUALIZADAS)

 

As Normas ABNT  Associação Brasileira de Normas Técnicas, são assustadoras para muita gente. Você também tem dificuldade em aplicá-las? Saiba que não é assim tão difícil quanto parece. A questão é que muitas orientações sobre estas regras não oferecem clareza e objetividade, desfavorecendo assim o entendimento.

Aqui você encontrará uma síntese bastante completa destas diretrizes, atualizadas conforme a última revisão da Associação. No entanto, foi preciso dividi-las em partes para melhor explicá-las, diminuindo assim a complexidade.

Como Estruturar seu trabalho?

É importante conhecer a estrutura do trabalho monográfico. Aqui estão as partes que seu Projeto, Monografia ou Tese deve ter, conforme rege a normatização em vigor.

Mas, vale lembrar que é essencial buscar também, informações sobre as solicitações de sua Universidade, já que cada qual especifica as exigências obrigatórias a cumprir. Munido de todas as solicitações e depois de consultar seu orientador, é hora de partir para a elaboração. Abaixo, confira as normas ABNT para as divisões dos trabalhos:

 

Divisões do Trabalho segundo as Regras ABNT 2019

Divisoes-monografia-normas-abnt

Em toda obra organizada conforme as normas da ABNT, constam os itens abaixo descritos. Alguns são obrigatórios, enquanto outros são opcionais. Observe cada um deles. Leia sua descrição e organize com excelência seu projeto.

PARTE 1 – Elementos Pré-textuais (Início do Trabalho)

parte-1-regras-abnt

  1. Capa – (Elemento obrigatório) Na Capa deve constar: O nome da Instituição, Curso, Autor, Título, Cidade e Ano. Saiba mais sobre a Modelo de Capa ABNT
  2. Lombada- Esta é opcional. É utilizada nos casos de trabalhos encadernados.
  3. Folha de rosto– (Obrigatório). Na folha de rosto devem constar os itens abaixo:
    Nome do autor, Título do Trabalho, Cidade, Ano, Breve descrição do trabalho, onde deve estar incluído o objetivo e o nome do Orientador.
  4. Errata – Só haverá necessidade se for preciso algum tipo de correção.
  5. Folha de Aprovação- (Obrigatório) Nesta folha é lançada posteriormente o resultado. Nela constam os nomes do orientador e dos examinadores.
  6. Dedicatória – É um espaço reservado à dedicatórias. O autor do projeto deve dedicar seu trabalho.
  7. Agradecimentos- Espaço para agradecer aos que o impulsionaram a chegar ao final do curso.
  8. Epígrafe É opcional nas Normas ABNT. Neste espaço o autor faz uma citação, apresentando os embasamentos feitos para seus estudos.
  9. Resumo – Um único parágrafo de 150 à 500 palavras. Ao final devem estar escritas as palavras-chave.
  10. Resumo em Língua Estrangeira- Abstract – Trata-se do mesmo resumo transcrito e traduzido para o inglês.

Caso haja ilustrações, tabelas, abreviaturas e símbolos, estes devem estar devidamente listados nesta sequência: Lista de ilustrações, Lista de tabelas, Lista de abreviaturas, Lista de Símbolos, Sumário.

PARTE 2 – Elementos textuais

parte-2-regras-abnt

Introdução – Trata-se de um texto introdutório, onde são citados os assuntos, a justificativa e o objetivo. Saiba mais: Como fazer uma INTRODUÇÃO

Desenvolvimento – É a parte do trabalho onde a ideia é exposta e desenvolvida. Aqui você deve tratar do assunto, detalhando. É a principal parte do projeto.

Conclusão – Esta parte é a finalização de todo o estudo. Aqui o tema tratado é concluído e os resultados são apresentados.

Mais abaixo entraremos em mais detalhes sobre cada um destes pontos dos elementos textuais das normas ABNT:

PARTE 3 – Elementos Pós-textuais

parte-3-regras-abnt

Devem constar após o texto:

Formatação ABNT

A formatação exigida  pelas Normas ABNT são:

As referências devem ser separadas umas das outras com espaçamento duplo.


 

O texto do trabalho deve estar justificado para que fique alinhado às margens esquerda e direita. Esta formatação revela uma aparência mais organizada e o escrito fica melhor distribuído.

As Normas da ABNT possibilitam a realização de um trabalho organizado e bem desenvolvido. Além da aparência padrão, é documento de entendimento universal. E agora que você já tem aqui disponível uma orientação fácil de seguir, é só começar.

Elementos textuais: Introdução, Desenvolvimento, Conclusão

elementos-contextual-regras-abnt

Qualquer projeto acadêmico regulado pelas normas ABNT conta com itens Pré-textuais, Textuais e Pós-textuais. Esta divisão proposta pela Associação favorece a organização dos escritos científicos e garante o bom entendimento dos conceitos apresentados.

No entanto, vale observar a essencialidade dos elementos textuais. São eles que dão vida às concepções e hipóteses defendidas no trabalho. Trazem à luz novos conceitos pautados em antigos e reconhecidos saberes. Cada uma das partes possui sua atribuição.

 

INTRODUÇÃO DO TEXTO

introducao-monografia-normas abnt

É a seção que abre a produção acadêmica. Serve para Introduzir o tema, levar a público os objetivos e a justificativa. É ela que vai apresentar a todos o seu trabalho, por isto precisa ser escrita com clareza e objetividade.

Ao ler a introdução o interlocutor deve compreender de que trata o projeto, como foi desenvolvida a pesquisa e que objetivos são pretendidos. Complicado, não?  Podemos explicar melhor. Para simplificar podemos dizer que para escrever a introdução você pode orientar-se pelos seguintes tópicos.

Passo a Passo da Introdução nas Normas ABNT

1º- Exponha uma apresentação contextualizada de seu tema. Significa que aquilo que você pretende deve ser apresentado ao leitor através de um pequeno texto, claro e coeso. Você precisa fazer com que o leitor perceba que ideia seu trabalho defende.

 – Em segundo lugar delimite o assunto. Ou seja, o ponto a ser tratado precisa ser delimitado. Um assunto muito amplo impossibilitará a investigação e a pesquisa.

3º – Agora você terá que fazer uma justificativa. Fica fácil se usar as perguntas:

4°- Informe qual é o problema de sua pesquisa. Qual a questão que será respondida na conclusão do trabalho.

– Informe seus Objetivos:

 Geral – É o problema que você quer resolver associado a um verbo (avaliar, investigar, analisar, identificar, etc.)

Os objetivos específicos – são constituídos pelas etapas que levarão a alcançar o objetivo geral.

Exemplo:

Título: ANÁLISE DA ALTA EVASÃO ESCOLAR NO COLÉGIO FREI AGOSTINHO

Objetivo Geral:  Analisar o motivo da Evasão Escolar no Colégio Frei Agostinho.

Objetivos Gerais:

  • Pesquisar cotidiano escolar dos alunos
  • Analisar o convívio e relacionamento entre alunos – professores e escola – aluno.
  • Verificar a participação da família na vida escolar dos alunos do Colégio Frei Agostinho.
  • Observar o que o Colégio tem a oferecer para os alunos
  • Refletir sobre prováveis problemas que impedem a frequência dos alunos.

Terminando a Introdução, você poderá partir para o Desenvolvimento.

DESENVOLVIMENTO DO TEXTO

desenvolvimento-monografia-normas abnt

Quando chegam a esta parte, muitos põem a mão na cabeça e desesperam-se. Mas, não precisa ser assim. Tudo se torna mais fácil quando você já definiu seus objetivos específicos. Você pode usá-los como roteiro para escrever o desenvolvimento. Desta forma cada capítulo pode ser referente a um desses objetivos já traçados e que serão pesquisados.

Outra boa maneira para fazer um desenvolvimento com qualidade é criar seções ou roteiros. Para isto, reflita sobre a questão apresentada em seu projeto e a partir daí crie um roteiro com diversos tópicos ou questões a serem investigadas e respondidas. Crie seus capítulos a partir daí.

Nesta parte se dará o desenvolvimento de suas ideias. Conforme já explicado em Normas ABNT – Parte I, você deve separar em capítulos. Cada capítulo deve ser devidamente numerado. Assim separado, o texto será melhor visualizado e bem entendido.

CONCLUSÃO DO TEXTO

conclusao-monografia-normas abnt

Este item dos elementos textuais é de máxima importância. Faz o fechamento, respondendo às questões e concluindo as ideias. Esta etapa sintetiza todo o conteúdo pesquisado e fornece uma resposta para a questão apresentada. Pode também levantar hipóteses e refletir sobre cada objetivo proposto.

A formatação segundo as normas ABNT para a conclusão é manter o texto tamanho 12, fonte Arial ou Times New Roman.  Espaçamento: Recuo de 1,25 cm nas primeiras linhas dos parágrafos. Entre linhas: 1,5 cm. Alinhamento: justificado.

A conclusão precisa ser feita com atenção, pois apresentará o resumo de tudo o que foi feito. Aqui podem ser inseridos argumentos que mostrem quais objetivos foram atingidos. Aparecerão aqui os resultados obtidos.

Terminando os Elementos Textuais você estará com seu estudo acadêmico quase pronto e já pode se alegrar. Mas ainda resta configurar a Capa conforme as normas ABNT. Não perca tempo. Busque informações e vamos lá.

Dica Extra: Entenda seu objetivo

Talvez nos pareça algo desnecessário, mas a verdade é que as Normas ABNT são essenciais para dar ao conhecimento científico ali descrito, um cunho de maior confiança e seriedade. Além disto, é um critério de normatização adotado em vários países do mundo. Elas fundamentam-se na necessidade de uma padronização para os trabalhos acadêmicos.

Definem um padrão único para transmitir uma informação pesquisada, a conclusão de um estudo ou um conhecimento científico que se deseja perpetuar. Padronizar é uma de suas finalidades, pois sendo assim, torna fácil a compreensão por qualquer pesquisador, cientista e professor do mundo.

Os trabalhos desenvolvidos à luz das normas ABNT obedecem à determinadas exigências que os tornam mais considerados e de maior credibilidade. Portanto, é preciso estar atento às atualizações realizadas de tempos em tempos para estar dentro dos padrões de normatização vigentes.

Como fazer uma CONCLUSÃO de tcc: Tipos e Exemplos Prontos | ABNT

 

conclusão, de acordo com as normas da ABNT, é uma parte das monografias e TCC que geralmente gera dúvida. Trata-se de um item de extrema importância na avaliação geral e precisa estar bem elaborado para que o aluno consiga a melhor nota. Por isso, ensinaremos nesse artigo como fazer a conclusão de seu trabalho de TCC.

O Que é a Conclusão?

conclusão trata dos pontos mais relevantes do trabalho. Essa parte gira em torno da resposta que será dada pelo autor (com base no estudo realizado) sobre o problema abordado na pesquisa.

 

No decorrer da conclusão, geralmente são apontados os resultados obtidos quanto aos objetivos apontados no trabalho.

Como fazer a Conclusão Nas Normas ABNT?

Para fazer uma boa conclusão de acordo com as normas da ABNT, o primeiro passo é ser bastante objetivo. Nessa etapa final, não cabem maiores detalhes quanto aos assuntos. É necessário focar nos resultados obtidos.

 

Os resultados obtidos trazem uma análise simples considerando o que foi trabalhado na fundamentação teórica e os resultados práticos trazidos por meio dos métodos de pesquisa empregados.

Na etapa da conclusão ABNT também é necessário enfatizar como os resultados desse trabalho contribuem para o campo de estudo que ele se propôs a analisar.

Algumas regras a seguir

Além dos pontos mencionados, uma dica que deve ser levada em conta em como fazer a conclusão da forma correta, é estar atento a algumas regras básicas quanto à elaboração da conclusão. Ainda que elas sejam bem simples, é necessário não as esquecer. Vejamos quais são.

  • A conclusão deve ser desenvolvida em uma nova folha (não pode estar na mesma página de outro capítulo do trabalho);
  • Essa página deve receber o título de CONCLUSÃO, que deve manter todas as letras maiúsculas, em negrito e no tamanho 14;
  • Quanto à borda superior, ela deverá ser de 8cm.

Obs.: a conclusão também pode ser chamada de “considerações finais.”

Exemplo Prático de Conclusão ABNT

Para entender ainda melhor a conclusão de acordo com as normas da ABNT e nunca errar na elaboração dessa parte, vejamos dois exemplos práticos. Se você quer saber “como fazer uma conclusão de tcc“, leia com atenção:

A conclusão abaixo foi extraída de um trabalho de conclusão de curso, no qual o tema é: A importância do ensino de empreendedorismo no curso de Administração da Faculdade Cearense.

É notável a presença do ensino de empreendedorismo nós currículos escolares de IES, tanto no Brasil como em outros países em desenvolvimento. É recente a aplicação do ensino da arte de empreender no campo acadêmico, porém sua aplicabilidade vem em constante crescimento.

Tal crescimento está sendo possível porque o empreendedorismo é uma ferramenta propulsora para o desenvolvimento social e econômico da nossa sociedade. 

Diante deste contexto de desenvolvimento e importância do empreendedorismo para nossa sociedade a IES possui a responsabilidade de fomentar em seus acadêmicos a importância de possuírem essa visão empreendedora para contribuir no desenvolvimento do nosso País.

 A presente pesquisa analisou algumas questões com foco na percepção dos acadêmicos do Curso de Administração de Empresas da Faculdade Cearense no qual estão cursando, atualmente, a cadeira de Gestão de Novos Empreendimentos.

Constatou-se, inicialmente, que no âmbito social a maioria dos alunos considera que o empreendedorismo é uma área de atuação profissional na qual um acadêmico de administração ou um administrador de sucesso pode estar atuando.

Verificou-se, no âmbito social e econômico, que todos os entrevistados concordam que o empreendedorismo é uma ferramenta propulsora para economia de um país no qual o empreendedorismo para os países em desenvolvimento, como no caso do Brasil, é de suma importância para o desenvolvimento econômico.

A referida pesquisa buscou também analisar a presença de atividades relacionadas ao tema empreendedorismo no curso de Administração da Faculdade Cearense. Verificou-se que mais da metade dos entrevistados 57% afirmaram que sim, a Faculdade Cearense realiza atividades como palestras, oficinas, debate, etc, direcionadas ao tema empreendedorismo.

 

Porém quando analisou se os professores da Faculdade Cearense buscavam levar para sala de aula temas relacionados a empreendedorismo verificou-se que 61% dos entrevistados responderam que não.

Nesse contexto pode-se verificar que a Faculdade Cearense proporciona atividades relacionadas ao tema empreendedorismo contribuindo para o desenvolvimento da cultura empreendedora na IES, porém, segundos os dados coletados, os professores da Faculdade Cearense não estão levando para sala de aula temas relacionados ao empreendedorismo.

47 Dessa forma, possivelmente, estão dificultando o processo de desenvolvimento da cultura empreendedora nos alunos.

Através da referida pesquisa também foi possível verificar que 91% dos entrevistados não consideram que a metodologia aplicada pela IES X para o ensino de empreendedorismo seja satisfatória. Foi possível observar que na percepção dos alunos a Faculdade Cearense é preciso investir mais no ensino de empreendedorismo na IES.

 A referida pesquisa buscou também analisar a percepção dos acadêmicos em relação à importância que está sendo dada ao ensino de empreendedorismo na IES.

 

Através dos dados coletados foi possível analisar inicialmente que mais da metade dos alunos se mostram atraídos pela possibilidade de serem empreendedores. Com esse resultado podemos observar que cada vez mais o empreendedorismo está ganhando espaço no âmbito acadêmico.

Em relação à importância do ensino de empreendedorismo para formação acadêmica dos alunos do Curso de Administração foi possível observar que os acadêmicos consideram importante tal ensino, uma vez que, através do ensino de empreendedorismo, tais acadêmicos conseguem alcançar uma visão mais ampla do seu negócio ou do ramo em que atuam, contribuindo para o desenvolvimento social e econômico da sociedade além de outros benefícios.

Através da referida pesquisa foi possível perceber que em relação ao ensino de empreendedorismo da Faculdade Cearense a mesma não está dando a devida importância ao ensino de empreendedorismo, porém seus alunos reconhecem a importância do ensino de empreendedorismo para sua formação acadêmica.

Sugere-se que para maior aprofundamento do assunto desse trabalho, em novas pesquisas relacionadas ao ensino de empreendedorismo, sejam também consideradas as análises e percepção do Corpo Docente da faculdade a fim de que possa ser feita uma comparação das duas visões alunos e professor.

Além de saber como fazer a conclusão de um trabalho TCC de acordo com as normas da ABNT, confira nossos demais conteúdos com dicas excelentes de como fazer seu TCC de forma mais rápida e tirar as melhores notas.

MODELO MONOGRAFIA